4.5.09

Povo não compra mais jornal

Nos outros Estados eu não sei, mas aqui no Rio o povo está se vingando legal da grande imprensa. O desespero dos caras para vender jornal salta aos olhos, pois o povão está dando um doloroso gelo na mídia.

A primeira leitura dos burocratas dirigente de jornalões foi a de que o povo era burro, ai inventaram uns jornaizinhos extremamente vagabundos – O Dia fez um e o Globo outro – resumindo as informações ao tráfico, ao futebol e a mulher pelada. Continuaram naufragando. Mudaram seus visuais, paginação, colocaram enfeites, passaram a reproduzir os dramas das novelas, e nada. Parece que há uma vingança muda do Zé povinho. A grande imprensa se torna sócia de Governantes picaretas e o povo para de consumir jornais.

Os anunciantes, é claro, devem estar fugindo deles como o diabo da cruz. Publicar anúncio em jornais do Rio passou a ser um péssimo negócio. Ninguém os lê mais.

Brizola disse certa vez que povo tinha o direito de amaldiçoar os seus algozes, e pelo visto é isso que estão fazendo.

Talvez o jeito seja fazer o que o Serra fez em São Paulo, mais de 5000 assinaturas de um órgão de imprensa amigo para vários setores do serviço público Estadual gerando milhões de reais para os combalidos cofres da empresa de comunicação.

Cabral e Paes vão ter que pensar em algo assim para contemplar os seus sócios. E rapidinho.

Como a imprensa já está reproduzindo na íntegra a versão oficial dos fatos publicadas nos sites do Governo do Estado e da Prefeitura, não há mais dúvidas de que no Rio só há a imprensa oficial. Todos os jornais do Rio fazem parte da imprensa oficial. Quem paga a conta é a gente, mas o povo sai com o sabor da vingança na boca.

Ao invés do famoso " Deu no Jornal", que antigamente significava a credibilidade da imprensa, agora diz-se " Deu pro jornal" quando se pergunta cadê o dinheiro dos nossos impostos. E como jornalões e governantes são sócios...  já viu , né?

5 comentários:

É Ella? disse...

É bizarra a associação das empresas de comunicação com o poder “público+políticos”. Bizarro não, escandalosamente covarde e ilegal. Mas a pergunta é: quem nos defenderá? A resposta é o exemplo do povo carioca. Não consumir mais mentiras. E que isso se torne regra no país, JÁ!

Vicente Portella disse...

Valeu Ella,

Beijão e volte sempre...rs

conversaatrevida disse...

Aqui na minha cidade só tem um jornalzinho que não sai as segundas nem no dia depois do feriado...
E se o feriado é na sexta, já entregam 3 edições em uma...

Parece que o povo já sabe a semanas o que vão postar...Sem contar que tem notícia que interessaria ao povo mais é colocada lá no fundo mais profundo da página...enquanto as bobagens ficam estampadas a dizer ME OLHEM e não olhem o resto...

Sei lá...o que eu sei é que fico TÃO feliz pela internet existir...

Se eu dependesse do jornal aqui, seria bem mais 'tolinha' do que normalmente sou...

Ainda bem que na internet eu encontro gente pensante assim como vc (que mesmo quando eu não concordo com o que diz, sempre me faz pensar além do que eu li...)

bjos...

Atrê

Vicente Portella disse...

Valeu Atrê,

Viva a internet que fez a gente se conhecer e trocar idéias sobre o mundo...
Beijão pra vc.

Anônimo disse...

me desculpe de quem é o logo, mas vou usá-lo ok ? Esta é uma grande tirada. Se queixavam na ditadura por não poder escrever, agora podendo esclarecer prá salvar o país se omitem...paciência não poderam mais escrever porque não tem quem vai comprar.