14.3.09

E que se dane o bispo inútil...

As coisas do mundo andam muito complicadas. É muito difícil ser abalroado por um conjunto tão enorme de tragédias logo de manhã cedo, no primeiro jornal do dia, sem passar mal. Sem sofrer algum tipo de angústia ou sem embrulhar o estômago pelo menos.

A gente nunca acredita que as dores todas do mundo caibam nas páginas de um periódico, mas por outro lado, para quem lê atentamente, fica a impressão de que todas as desgraças presentes e futuras foram computadas, pois, além dos fatos, ainda sobram especulações em torno de tragédias que nem aconteceram ainda. Uma dose cavalar de dor e sangue servida no café da manhã, e, quando a gente sai de casa, já o faz com o pensamento domesticado. Em meio ao caos sofrido por toda aquela gente no mundo inteiro fica parecendo até uma coisa egoísta o sujeito pretender um dia bom para si próprio. Buscar alguma felicidade pessoal diante disso tudo fica parecendo uma afronta.

Mas a verdade é que o além do portão de casa, a rua e as avenidas do Bairro, a fiação dos postes, as árvores e mais essas coisas todas com que a gente se depara no dia a dia funcionam como uma espécie de conspiração contra a lógica do jornal.

O pardal pousado no fio e o gato no galho da árvore não lêem jornal, por isso ostentam sempre um ar despreocupado que acaba nos contagiando. E de repente você percebe o sol jogando raios luminosos aleatoriamente no asfalto, na calçada, no prédio da padaria da esquina, e se sente até culpado. Será que este sol exibicionista não leu os jornais do dia? Eu pensando em nem sair de casa, com medo de bala, de faca, de terremoto, da prefeitura, do estado e tudo o mais e ele ali, impregnando de luz cada molécula que transita sobre a superfície. É quase uma irresponsabilidade. Assim a prefeitura vai acabar arranjando uma draga imensa para escavucar o sol e aniquilar seu brilho, pois se trata de um convite a desordem. Uma coisa anarquista mesmo.

Pensando nessas coisas a gente acaba dividido entre o belo e o trágico. Na hora em que um sorriso brota no lábio de forma espontânea e magistral, exaltando a vida, surge a notícia de um bispo idiota qualquer punindo alguém com o objetivo de impor uma vida morta. O pior é que nessas horas cruciais Deus se esconde. Ao invés de vir aqui dar um cacete redondo no seu corretor de plantão, fica brincando de coisas boas lá para as bandas do paraíso.

Da vontade de pedir uma caroninha ao todo poderoso. Com direito a retorno, claro, pois afinal de contas a coisa aqui até que é boazinha. Desde que a gente abra mão de se auto torturar e pare de ler jornal. 

3 comentários:

Atre disse...

Eu entrei pra faculdade de Letras há uns dois, três anos atrás (fiz só um ano,tranquei matrícula) e muitas vezes dentro da sala de aula me dava uma aflição, uma sensação de estar gastando 4 horas todo dia pra aprender inutilidades.
Na teoria das coisas vale mais a gramática do que o conteúdo da frase aprende-se o que é metáfora, mas não a perceber o real significado das ações contidas nelas.

E às vezes temos uma vida tão ‘comum’, até monótona e reclamamos tanto disso, queremos voar mais alto, queremos mais barulho, queremos mais cor...
E tantos desejariam essa ‘monotonia’, né não?
Na vida deles tanto barulho (gritos), tanta cor (vermelho do próprio sangue)
Ah, sei lá...
Às vezes não sei se faz mais falta um Deus pra bater nuns ou pra dar colo a outros.

bjo moço que sempre aquece meu coração

Vicente Portella disse...

Beleza Atre....
Belo comentário...Só me resta dizer isso. Bela reflexão.

Beijos...muitos....fartos...variados.

CARLINHOS SACADURA disse...

NÃO ACHO BEM ASSIM !

EXISTEM PESSOAS E PESSOAS , DEUS NA VERDADE NÃO ESSE TIPO DE GENTE , DEUS CRIA O SER HUMANO E DEIXA-O SEMPRE COM SUA OPÇÃO DE VIDA .

EXISTEM MÉDICOS QUE NÃO DEVERIAM SER MÉDICOS , E O TEMPO PROVA ISSO.

EXISTEM PROFESSORES ( QUE QUEIMAM E TORTURAM ALUNOS) QUE NÃO DEVERIAM SER PROFESSORES.

EXISTEM MOTORISTAS IRRESPONSÁVEIS QUE NÃO DEVERIAM SER MOTORISTAS.

EXISTEM PESSOAS QUE SE MATAM PARA SER PADRE , BISPO , PAPA ETC E NÃO DEVERIAM SER ELEITOS OU ESCOLHIDOS PARA ESSE TIPO DE SACERDOTISMO , MAIS A OPÇÃO DO MAL AS VEZES PENETRA NESSAS ALMAS E DEUS PERMITE SIM QUE CADA SE MOSTRE COMO DEVE SER E DEPOIS CORTA-LHES AS ASAS PARA QUE O PRÓRPIO SER HUMANO O JULGUE.

O BISPO NATURALMENTE NÃO ERA O ESCOLHIDO PARA FAZER TAL TIPO DE TRABALHO , MAIS SUA ALMA DO O DO MAL , ASSIM O QUIS E PAGA PELO PREÇO. DEUS NÃO PAGA POR ELE.

DEUS É BOM EM TODOS OS ASPECTOS O SER HUMANO É QUE NÃO CONSEGUE DESTINGUIR O BEM DO MAL OU ATÉ AS VEZES FAZ POR PURA MALDADE MESMO.

O TEMPO É O SENHOR DA RAZÃO. AS VEZES DEIXAR O TEMPO PASSAR É BOM , DESCOBRIMOS SEMPRE A LEI DA VERDADE.

A MATÉRIA É BOA , PORÉM DISCORDO DA ACUSAÇÃO CAIR EM DEUS , ATÉ PORQUE DEUS NUNCA SE ESCONDE , PELO CONTRÁRIO ESTÁ SEMPRE TÃO PRESENTE , QUE NÓS MESMOS NÃO O PERCEBEMOS. ALIÁS PERCEBEMOS SIM , QUANDO A COISA ESTÁ PRETA PARA NÓS.......



UM ABRAÇO , VALEU !!


CARLINHOS SACADURA