18.10.08

Toda nudez será castigada, de novo...

Acho que Nostradamus estava certo, estamos mesmo próximos do fim do mundo. É a única explicação plausível para alguns fenômenos recentes. Não falo do El nino, da camada de ozônio, do buraco negro, nada disso. Me refiro à boçalidade que se apossa do planeta nos últimos anos. 
Depois de se consolidar no mundo, chegando inclusive a eleger o presidente dos EUA 8 anos atrás, a idiotice vem chegando com uma força avassaladora ao Brasil.
No Planalto, no congresso, na imprensa, no judiciário - ah, o judiciário, a sandíce agora está chegando ao meio artístico.
Chegando é modo de dizer, é claro. Na verdade, desde os anos 80 aconteceu um lance interessante nas artes brasileiras. Algumas famílias privilegiadas resolveram se livrar dos filhos menos competentes jogando-os na vida, no caso, a artística. Desenvolvemos assim toda uma casta de atores, músicos, cantores e humoristas com pedigree. Foram filhos de banqueiros, políticos e famílias abastadas que foram, por assim dizer, "dominando o cenário".
Uma destas figuras é um cara que fez um manifesto moralista dia desses. Como ator o rapaz é uma bomba, mas tem uma árvore genealógica e tanto. Avô diretor do Banco do brasil e tudo. Aliás, pasmem... O moço é primo de um Ex-presidente da República. Um certo Ociólogo chamado Fernando Henrique Cardoso, não sei se vocês lembram.
Pois bem, refletindo sobre as sábias palavras do Ministro da Defesa, Nelson Jobim, que citando Nelsom Rodrigues afirmou que " Os idiotas estão perdendo a modéstia", o rapaz resolveu expor sua verve em público.
Na verdade nem chega a ser uma verve, está mais para verborragia. Mas o fato é que o tal primo do FHC resolveu reivindicar para si a liderança da neo TFP - Tradição, família e propriedade - e propôs que a nudez seja banida da arte nacional. Um artista de verdade, principalmente ator, jamais defenderia tese tão insana. Mas como o rapaz na verdade não é do ramo, apenas apegou-se à ele como meio de vida e ocupação de espaço para a família,  adotou o obscurantismo como forma de ganhar publicidade extra.
Só pra registrar, no século passado vivemos uma ditadura terrível e muita gente boa foi torturada e morta em defesa da liberdade, inclusive a de expressão. Até meados dos anos 80 a arte era censurada e vários artistas tiveram seus trabalhos cassados, entre outras coisas, pelo falso moralismo vigente que proibia qualquer cena de nudez.
Agora que já lembramos disso tudo o melhor a fazer é esquecer o tal manifesto moralista do primo do FHC.
Um sujeito que faz abaixo assinado na escola dos filhos para demitir um professor só porque o mesmo escreve poemas eróticos deveria ser proibido de pisar no palco. E simplesmente não merece sequer ter seu nome citado. Que caia no limbo.

Um comentário:

Atre disse...

Adorei o texto...GOSTEI tanto que só dizer ADOREI é pouco, mas as 03:05 da manhã, é só o que o meu cérebro consegue organizar pra dizer...
Então já fica avisado que eu VOU..mas vou voltar pra comentar?

E isso é QUASE uma ameaça viu?......rs

bjo