13.5.10

Quem tem medo de Garotinho?

A notícia que rolou ontem na internet, dando conta de que Cabral mandou comprar o espaço utilizado por Garotinho na Rádio Melodia, me obrigou à algumas reflexões.
Porque será que Cabral tem tanto medo de Garotinho?
Se a gente raciocinar direitinho, é fácil perceber que Cabral só chegou onde está graças ao ex Governador. Deputado Estadual medíocre, Cabral limitou sua atuação ao apoio integral dado à Marcelo Alencar, principalmente no projeto de privatização do Estado, e seria Deputado Estadual pelo resto da vida se Garotinho não o tivesse apoiado para o Senado. Antes de Garotinho Cabral jamais havia ganho uma eleição majoritária. Chegou inclusive a jogar a toalha em uma disputa pela Prefeitura, certa vez, por exclusivo senso de ridículo.
Mantendo a parceria com o ex governador, Cabral chegou ao governo com esmagadora maioria de votos entre as populações mais pobres do Estado, mas depois de eleito tratou logo de se distanciar destes eleitores, voltando-se exclusivamente para a zona sul da capital.
É necessário que se diga, no entanto, à bem da verdade, que não é apenas Cabral quem tem medo de Garotinho.
A Rede Globo, madrinha dileta de cabral, também tem muitos motivos para detestar Garotinho, seja pela independência do político de Campos- imune às suas costumeiras manipulações, assim como Brizola - seja pela impossibilidade de continuar arrecadando monumentais verbas publicitárias, como ocorre no Governo atual. Até do ponto de vista político a Globo tem suas justificativas para temer Garotinho. Os Marinho, como se sabe, consideram um absurdo gastar dinheiro público com iniciativas populares desde o tempo dos Brizolões. O povo, para eles, serve muito bem para bancar a audiência de suas novelas, mas não merece tratamento igualitário, nem justo. O poder deve ser reservado aos ricos, vaticina a Globo. E por isso teme Garotinho.
O PT ( Lula é uma coisa e o PT é outra bem diferente) , que nunca elegeu ninguém para um cargo expressivo no Rio de Janeiro, com exceção de Benedita da Silva, eleita uma vez para o Senado e, posteriormente, Governadora na aba de Garotinho, também teme Garotinho. Tanto que, no primeiro dia do Governo Rosinha, Zé Dirceu deu ordens para que a União confiscasse toda a receita do Estado. O PT do Rio prefere ver o Estado entregue às baratas e às quadrilhas políticas, das quais eventualmente participa, do que colaborar com a ascensão de um líder popular. É o medo de perder o paupérrimo espaço político que tem.
Em escala menor, muitos outros grupamentos temem Garotinho. Jovens riquinhos da zona sul, engajados em movimentos pela liberação das drogas que nunca vão além de seus próprios interesses umbilicais; pseudo intelectuais de todas as matizes, temerosos de que teses reais embotem suas frágeis formulações midiáticas; grupos variados de mini poderosos que temem a amputação de seus tentáculos entranhados nos aparelhos do poder, enfim, não são poucos os que têm medo de Garotinho.
Efetivamente, no entanto, todos estes grupamentos, ainda que somados, são menores, infinitamente menores, que a população do Rio de Janeiro. A Baixada, o interior, as zona oeste e norte da capital; em todas as áreas onde há concentração de trabalhadores, donas de casa e jovens responsáveis, gente preocupada com sustento e desenvolvimento de suas famílias, as pesquisas são favoráveis à Garotinho.
O povo, como se dizia nos tempos de Brizola, não é bobo e sabe muito bem quais são os interesses que estão por trás dos ataques e agressões sofridas pelo líder do PR. Trata-se exclusivamente do medo que as elites nutrem de perder o seu poder.
O povo confia em Garotinho. O que amedronta o povo é a sede insana de poder e dinheiro, principalmente o público, que as elites brasileiras demonstram, e exatamente por isso se resguarda.
Na verdade estas elites temem o povo, que se apega à Garotinho para se defender do chicote dos poderosos.

Um comentário:

Claudia Letícia disse...

Deixa garotinha prá lá !!!!!!!!!!

Você se lembra daquela música de Chico Buarque: "A Banda"?
...não, não lembra?????
...Tá!!!
Bom, é que minha nova postagem tem o mesmo título.

Bye