29.7.11

No país do banditismo

Parece coisa kafkiana, mas eu não me surpreenderia se o Brasil começasse a prender cidadãos que não cometessem crimes. Funcionaria mais ou menos assim: a polícia investiga a vida do cara, se não houver nenhum registro de comportamento criminoso, ele vai preso como suspeito. A justificativa seria a de que em um país como o nosso é impossível que alguém seja inocente, e, caso pareça honesto, ao contrário da mulher de Cesar, vai em cana pra deixar de ser otário.
Com base na realidade brasileira isso não seria nenhum absurdo. No país em que Estado e Município do Rio de janeiro entram com 15 milhões cada um para patrocinar um sorteio pra Copa, ser honesto fica mesmo parecendo crime. E não é só isso... A reforma do maracanã vai custar mais de 1 bi e todo mundo acha normal, os esquemas de grana pública no PAC são escandalosos e o Governo Federal ainda se da ao luxo de jogar alguns aliados aos leões só para bancar gente mais "afinada" com a Presidenta no Ministério dos transportes. É ou não é o caos moral? E vejam bem, estamos falando só de 2011.
O fato é que o cidadão, hoje, é um ser naturalmente considerado de segunda categoria. Depois de defender a revisão da Bíblia, não duvido nada que Lula percorra o Brasil tentando mudar a constituição para apenas um artigo, que seria o seguinte: Cabe ao cidadão pagar as contas e ficar de bico caladinho.
Na prática estaríamos pelo menos abrindo mão da hipocrisia e legalizando a corrupção de uma vez por todas.
Uma ação assim mudaria a vida de muita gente boa, com certeza. Ricardo Teixeira, por exemplo, se mudaria para o Brasil ao invés de vir a terrinha apenas esporadicamente para recolher a féria. E o nosso congresso? Este, então, ficaria feliz da vida. Já pensou a trabalheira que deve ser para nossos Deputados correr o Brasil comprando bilhetes premiados para justificar fortunas?
Haveria também mudanças no paradigma econômico e a DELTA engenharia se tornaria a empresa mais importante do Brasil. As agência de publicidade talvez fossem a pique completamente, afinal, com a corrupção legalizada não seria mais necessário mascarar repasses de dinheiro público para a imprensa. Pelo contrario, os contratos poderiam ser claríssimos, estabelecendo preços específicos para a defesa de governantes corruptos com diferenciação entre a veiculação nacional e a regional.
Outro fator importante seria o fim destes loucos que, como eu, povoam a internet com denúncias de pilhagem do dinheiro público... Simplesmente passaria a ser verdadeiro o discurso hipócrita de alguns políticos que dizem, na maior cara de pau do mundo, que a ação consumada estaria rigorosamente dentro da legalidade.
Seríamos, então, o país do banditismo, referencia fundamental para a escória mundial. Tanto Césare Battisti quanto este outro psicopata, o que assassinou pessoas na Noruega, teriam bustos em nossas praças públicas. Fernandinho Beira Mar seria transformado em embaixador do jeito de governar brasileiro e percorreria o planeta, com as contas pagas por nós, para convidar "investidores" do mundo inteiro para se estabelecer aqui.
Não duvido que isso tudo aconteça, pelo contrário. Tenho um medo real de que ocorra em breve. Em todo caso, já estou preparado para pedir asilo político ao Uruguai.Lá, pelo menos, eles sabem jogar bola... né?

3 comentários:

Anônimo disse...

LUCIANO HUCK, EDUARDO PAES E O REBOQUE DA PREFEITURA ...TUDO HAVER!


PROGRAMA LATA VELHA USA REBOQUE DA PREFEITURA DO RIO DE JANEIRO
http://www.youtube.com/watch?v=sMH_Ympx1b0

Ricardo Barbieri disse...

É Vicente, belo texto, bela citação, me deu vontade de reler "O Processo".

Eu sempre digo que o brazil (assim mesmo) deveria acabar com essa imagem hipócrita de país sério e assumir de vez seu perfil bandido, tipo colombia, os governantes roubam, mas tambem deixam o povo roubar, faça o que quiseres pois é tudo da lei...

Sua teoria só encontraria um empecilho: o governo não quer prender, muito pelo contrário, estão soltando todos que podem, pois manter um preso é desperdício de dinheiro que poderia ser melhor utilizado em finalidades pessoais...

Luciana Maria Penteado disse...

Tenho medo disso tudo também... Teu texto está fantástico e faz pensar. Adorei!!! Ah, o final ficou supimpa!