5.1.09

Ano novo, guerra velha...ler para entender

O Ano começou mal no mundo. Israel jogando bomba na cabeça dos palestinos (e vice-versa) e invadindo a faixa de Gaza por terra. Já morreu gente demais nesse conflito milenar – Ricardo coração de Leão e Saladino que o digam - mas os poderosos sempre acham pouco. É a cultura da guerra.

A ONU, pra variar, fala ao vento e ninguém liga pras suas resoluções, pois elas só valem de verdade quando dirigidas à Países adversários dos EUA.

Um dos argumentos da invasão do Iraque, por exemplo, - que no fim das contas visava apenas roubar o Petróleo dos iraquianos - foi exatamente o não cumprimento de cinco resoluções da ONU. Israel não cumpre nenhuma, nunca cumpriu, e ninguém reclama. Coisas da vida... 

Para os EUA a culpa é toda do Hamas, uma espécie de PSTU armado até os dentes, que controla Gaza. Mas para o Hamas a culpa é de Israel, que tomou parte de seu território. Guerra é isso. Nada justifica nada, mas pessoas morrem aos montes acreditando que tem razão. Principalmente lá, onde uma questão de fundo religioso provoca essa guerra milenar pelo poder.

Pra nossa sorte no Brasil não existe isso, nem pra um lado nem pro outro. Nossa guerra se limita à inexistência de governos e as máfias estabelecidas: drogas, saúde, educação, milícias, saneamento... Aquelas de sempre. O povo até já se acostumou tanto com a ação das máfias quanto a corrupção dos poderes, tanto o oficial quanto o paralelo.

Aqui não tem Hamas, e se tivesse, certamente seria Hamenos.

E além do mais, do ponto de vista da guerra religiosa, a Universal e seus blues caps ainda não esta com essa bola toda. Católicos e umbandistas nem sempre concordam com isso, é verdade. Mas a coisa ao que parece está ainda sob controle.

Na verdade seria mais interessante se os líderes dessas guerras resolvem a coisa no tapa, só os dois líderes opositores, trancados dentro de um quarto escuro.

Mas isso não daria IBOPE, não venderia tantas armas e nem permitiria a mídia ganhar rios de dinheiro explorando os dramas de ambos os lados. E assim não teria graça nenhuma, pelo menos para os donos da grana.

Eu não gosto de guerra, mas preciso ler um pouco mais para compreender a origem desse conflito. Marquei com uma amiga na biblioteca para, juntos, estudarmos este e outros graves problemas que afligem a raça humana. Vou lá, pois estou atrasado e ela já deve estar me esperando.

7 comentários:

conversaatrevida disse...

hummmmmmmmmm... Sei lá, me sinto meio sempre tola ou idiota quando fala sobre este tema porque, por mais que eu leia...ou me expliquem eu acabo achando sempre que é BURRICE do ser humano mesmo.

Tem coisa mais RIDÍCULA do que diferenciar pessoas pela cor…por religião…por classe econômica?
Coisas que deveriam apenas ser características acabam virando afrontas…E as pessoas REALMENTE acreditam COM TODA FORÇA DE SEU SER que essas coisas fazem diferença.
Mundo perfeito realmente nunca existiu…não existe e NUNCA vai existir porque é do ser humano sempre achar ALGO pra implicar, procurar ALGO que, mais do que o faça melhor, torna o outro PIOR diante dele.

Se luta/briga por tudo...Desde as crianças no parque por causa do carinho, as garotas por causa de um garoto...NO fim as guerras são só o AUMENTO da ignorância, crueldade e burrice humana.

Opinião minha, claro.

De repente to precisando ler MAIS também pra pensar algo diferente.
Quem sabe...

Bjo

Vicente Portella disse...

Concordo plenamente com vc, Atrê....sem tirar nem por...rs

Beijo

Beatriz Oliveira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Beatriz Oliveira disse...

Será possível que somente nós, que estamos, relativamente, de fora, e que não temos toda a "cultura" da política e do capital achamos que tudo isso é uma tremenda babaquice?
Será possível que as pessoas estão de tal forma corrompidas pelo capital, a ponto de julgar imprescindível matar outros seres humanos pra obter mais dinheiro? Pra comprar o quê? Fico imaginando, o que será que pode faltar na casa do Bush?
Penso que a guerra é a luta pela unidade, buscada de forma equivocada. Poder não representa felicidade. E felicidade não se compra. Conheço quem diz que dinheiro compra até casamento, companhia, vivência... Penso que pode até ser, mas definitivamente o dinheiro não compra amor, amizade e experiência. Sem isso, pra que dinheiro? Pra matar o próximo sem sequelas, porque é nisso que dá o coração estar vazio...

conversaatrevida disse...

hummmmmmmm....já que vc concorda Vicente...Vou me sentir um pouco menos tola por pensar assim então.

Pelo menos se eu for vou estar em ÓTIMA companhia...

bjo

Vicente Portella disse...

Bia,
Não falta nada a essa gente mas eles fazem guerra mesmo assim. É uma ânsia doentia pelo poder.

Atrê,
Você não tem nada de tola. Tolo é quem joga bomba na cabeça dos outros, mata, condena gerações inteiras ódio, por nada. Por questões subjetivas. Por diferenças naturais do ser humano. Tolos são eles e não nós.


Beijão pras duas, Bia e Atrê.

splendid disse...

I will pass on your article introduced to my other friends, because really good!
wholesale jewelry