5.2.09

Amor tecendo

O amor tecia redes

Na cadeira da varanda

Muito longe

Em Uganda

Ou talvez em Bagdá

Bombas explodiam a esmo

Eu mastigava um torresmo

Gostoso

De Arrozal

E nem reparava o mau

Subindo

Pelas paredes

Pegajosas do congresso

Imaginava algum verso

Despido de majestade

Um poema levezinho

Pra se ler durante a tarde

Com a cabeça recostada

No colo nu da amante

Mas que poema qual nada

Um trem passou nesse instante

Arrastando de uma vez

Os sonhos tolos que eu tinha

Vou à casa da vizinha

Vasculhar todo o seu sono

Pra compor poemas novos

Nos veremos qualquer dia

Arando com outros sonhos

Esta terra fugidia



OBS:Fiquei algum tempo pensando se deveria postar esse vídeo em português, com o MPB4, ou em castelhano, com o Silvio Rodrigues, seu autor. No final das contas optei pelo MPB4. Em portugues da pra perceber melhor a beleza dessa letra.

Quando a ouvi pela primeira vez fiquei imaginando como poderia Silvio Rodrigues amar no espaço - Minha (eter) na morada
Belos versos, bela canção. Tudo altamente valorizado pelo talento do MPB4.
Na gravação original em portugues uma parte da letra é cantada em castelhado. Segue a letra aíem baixo pra quem quizer conferir.

Por Quem Merece Amor 
Musica e letra de  Sílvio Rodriguez


Te perturba esse amor?
Amor de juventude
Meu amor é amor de virtude
Te perturba esse amor?
Sem máscaras por trás
Meu amor é uma arte de paz
Te perturba esse amor?
Amor de humanidade 
Meu amor é amor de verdade 
Te perturba esse amor? 
Com todos ao redor 
Meu amor é uma arte maior 
Meu amor, minha prenda encantada 
Minha eterna morada 
Meu espaço sem fim 
Meu amor não aceita fronteira 
Como a primavera 
Não escolhe jardim 
Meu amor, não é amor de mercado 
Esse amor tão sangrado 
Não se tem pra lucrar 
Meu amor é tudo quanto tenho 
E se eu vendo ou empenho 
Para que respi-ra- a- a- ar 

¿Te molesta mi amor? 
Mi amor de juventud 
Y mi amor es un arte en virtud
 ¿Te molesta mi amor? 
Mi amor sin antifaz
Y mi amor es un arte de paz
 ¿Te molesta mi amor? 
Mi amor de humanidad
 Y mi amor es un arte en su edad 
¿te molesta mi amor?
Mi amor de surtidor 
Y mi amor es un arte mayor 

Meu amor, alivia e acalma 
É o remédio da alma 
Pra quem quer se curar
Meu amor é humilde é singelo 
E o destino mais belo 
É torná-lo maio- o- o- or 
Meu amor, o mais apaixonado 
Pelo injustiçado 
Pelo mais sofredor 
Meu amor abre o peito pra morte 
E se entrega pra sorte 
Por um tempo melho-o- o- or 
Meu amor, esse amor destemido 
Arde em fogo infinito 
Por quem merece amor...

5 comentários:

Atre disse...

Vicente vc sabe que sem vc minha alma seria infinitamente mais "pobrinha"???

Bjos...

Vicente Portella disse...

Oi atrê,

Legal saber disso. Vou fazer o possível para enriquece-la cada vez mais....rs.

Beijos , anjo meu

ferafelina disse...

Ai, que post é esse?
Post tudo de bom, post tudo de lindo e tocante.


Bjos

Vicente Portella disse...

Valeu Felina,

Um grande beijo pra vc, todo o amor do mundo e a satisfação plena para todos os seus desejos...

Descendentes da minha loucura disse...

Não acredito que encontrei alguém com a mesma sensibilidade para ouvir essa música comigo. Desde já eu te adoro!!